Serviço Social

    Os desdobramentos capitalistas vêm, a cada dia, intensificando as consequências das questões sociais no Brasil e essas questões dizem respeito às situações as quais ocorrem falhas na preservação dos direitos dos cidadãos. O Estado comete essas falhas, ao negligenciar as necessidades da população em detrimento ao crescimento econômico e é nesse ponto que o Serviço Social colabora e luta para que diversas ações tornem possível a concretização e manutenção dos direitos dos cidadãos.

        Tendo em mente a base explicativa do Serviço Social, pode-se entender que sua atuação na A.F.C.F. diz respeito à regulação dos processos para que todos os atendidos possam ter acesso às atividades que os façam crescer e desenvolver-se com visões diferenciadas e críticas sobre a sociedade que estão inseridos. E isso é evidenciado a partir das rodas de conversas, análises dos prontuários, visitas domiciliares, elaboração de relatórios e todo o processo de observação social.

        Dessa forma, o Serviço Social tem o papel de controlar, organizar, regular e entender as necessidades e vulnerabilidades sociais de cada atendido e seu círculo familiar, proporcionando-lhes de forma clara, as informações necessárias para que haja a cada dia, fortalecimento de vínculos sociais e a preservação dos direitos das crianças e adolescentes.